segunda-feira, 19 de julho de 2010

Vaqueiro leva tiro no rosto após brincadeira


Reginaldo foi vítima de um atentado em uma vicinal de difícil acesso em Paragominas


Um fato bastante inusitado e quase trágico ocorreu no último sábado (17), por volta das 18h, em Paragominas, na região nordeste do Pará.
Um vaqueiro foi alvejado no rosto por um colega de bar e de profissão. A vítima sofreu por cinco horas até ser socorrido, mas conseguiu sobreviver.
Em uma localidade de difícil acesso, a aproximadamente 40 quilômetros da margem da rodovia PA-256, no sentido Paragominas/Tomé-Açu, dois vaqueiros estavam ingerindo bebida alcoólica. Reginaldo Pereira de Barros, 31 anos, chegou a falar palavras em tom de brincadeira com outro vaqueiro, de prenome “Valdemor”.

“Valdemor”, que já estava sob efeito do álcool, não ficou nada satisfeito. Em seguida, Reginaldo montou em um cavalo e foi rumo à sede da fazenda. “Valdemor”, em uma determinada localidade, pegou Reginaldo de surpresa e deu um tiro certeiro no rosto. Ele usou uma arma de fabricação caseira calibre 36, e em seguida fugiu sem deixar pistas.
A bala estilhaçou e atingiu o rosto do vaqueiro em várias partes, inclusive o seu olho direito.
Reginaldo conseguiu pedir ajuda em casebres daquela região. O crime aconteceu por voltas das 18h. Às 20h, o fazendeiro Marco Antônio Bombana, que estava em Paragominas, tomou conhecimento do crime. Uma guarnição composta pelos soldados Cláudio, De Brito e Wilson, do 1º Sub-Grupamento de Bombeiros Militar de Paragominas, se deslocou até o local para socorrer a vítima.
Junto com eles, por medida de segurança, foi uma guarnição comandada pelo capitão Henrique, do 19º Batalhão de Polícia Militar. Em uma estrada vicinal quase fechada e de difícil acesso, eles conseguiram realizar os primeiros socorros.
Às 23h59, o Corpo de Bombeiros encaminhou Reginaldo para o Pronto Socorro Municipal de Paragominas e, em seguida, pela falta de estrutura, ele foi encaminhado para o Hospital Metropolitano de Belém. A Polícia Militar fez buscas no local, mais não conseguiu capturar o criminoso.

Bruno Nascimento, de Paragominas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga o ParagoNews

Minha lista de blogs