segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Polícias Civil e Militar desmontam ponto de tráfico de drogas em Paragominas


 As Polícias Civil e Militar prenderam em flagrante, na noite de quarta-feira, 24, Reney Teixeira Martins, por tráfico de drogas. Ele foi flagrado com 34 petecas de pasta base de cocaína durante operação policial no bairro Laércio Cabeline II, em Paragominas, nordeste do Pará. Fênix, como é conhecido o acusado, foi preso em decorrência de informações recebidas pelos policiais e que geraram uma investigação sobre o funcionamento de um ponto de venda de entorpecentes no local.
A partir da apuração dos fatos, os policiais civis e militares seguiram até o endereço apontado e ali constataram a prática criminosa. Reney foi autuado pelo delegado Jivago Ferreira, na Seccional de Paragominas, por tráfico de entorpecentes, e irá permanecer preso à disposição da Justiça. A droga apreendida já foi encaminhada para perícia.

PM FORMA CONCLUINTES DO CURSO DE MOTOPATRULHAMENTO EM PARAGOMINAS

Na manhã da quinta-feira, 24, aconteceu, no município de Paragominas, a solenidade de Formatura do I Curso de Motopatrulhamento totalmente realizado no referido município,       que é sede do sexto Comando de Policiamento Regional e do 19º Batalhão PM. O evento foi presidido pelo Comandante Geral da PMPA, coronel Roberto Campos e foi prestigiado por diversas autoridades e personalidades locais.
Ao todo, vinte e nove motociclistas foram capacitados na formação, prontos para atender as mais variadas ocorrências; sejam de baixa, média e até de alta complexidade.
O Curso de Motopatrulhamento iniciou em 25 de janeiro de 2016 com um total de 40 Alunos sendo o primeiro curso operacional realizado no município. Sua duração foi de 24 dias com 200 horas/aula em regime intensivo, em desenho curricular diversificado. O objetivo foi dotar os instruendos de conhecimento, habilidade, e atitudes para a utilização segura, eficiente, eficaz e efetiva das motocicletas no policiamento ostensivo consoante ao domínio de técnicas e táticas vigentes.
As disciplinas que foram desenvolvidas na formação foram compostas de temáticas teórico-reflexivas, práticas, exercícios e estágios, totalizando 17 atividades, como: Direitos Humanos Aplicados a Função Policial; Legislação de Trânsito; Gerenciamento de Crises; Filosofia de Polícia Comunitária; Pilotagem Rápida Defensiva; Instrução Tática Individual – Motopatrulhamento; Tiro Defensivo para Preservação da Vida – Motopatrulhamento; Procedimento Operacional Padrão Motociclístico; Defesa Pessoal Policial, dentre outras, muitas das quais trabalhadas por instrutores da própria PMPA e em destaque, pela equipe do Batalhão de Polícia Tática da PM, coordenada pelo capitão Pinheiro.

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Divulgada nova previsão de edital da PM-PA

Divulgada nova previsão de edital da PM-PA (Foto: Agência Pará)
Edital deve ofertar mais de duas mil vagas (Foto: Agência Pará)











A Secretaria de Estado de Administração (Sead) informou ao DOL, nesta quinta-feira (4), que o edital para concurso da Polícia Militar do Estado do Pará (PMPA) está com previsão de lançamento para o início do mês de março.
A expectativa é que o certame tenha o maior número de vagas na área de segurança. 
O concurso da Polícia Militar terá 2.194 oportunidades de ingresso, sendo que duas mil são para soldados PM (CFSD/PM); 160 para oficiais combatentes (CFO/PM) e 34 vagas para oficiais PM (CADO/PM), entre outras. Para os praças o salário inicial é de R$ 2.836,80 e para os oficiais, R$ 5.859,24. As informações são da Agência Pará.
A divulgação do edital já foi adiada por várias vezes. A última expectativa foi para outubro do ano passado, o que não ocorreu, frustrando alguns concurseiros.
A Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp) é a organizadora da seleção.

(Bernadeth Lameira)

Calendário 2016 do PIS

O Calendário do PIS 2016 é divulgado pelo Ministério do Trabalho através da Caixa Econômica Federal, que é a responsável pelo pagamento do benefício. No primeiro semestre de 2016, serão realizados os últimos 3 pagamentos do abono salarial do ano anterior, com base no calendário do ano passado, os pagamentos do PIS 2016 só serão pagos realmente a partir de Julho.
O Saque pode ser feito em agências da Caixa, tanto pelo atendimento quanto pelo caixa Eletrônico, basta possuir o cartão do cidadão em um documento de identidade com foto para sacar o benefício. Confira a seguir as datas de pagamento do PIS em 2016:

MPF recorre para que Ufopa pague o auxílio estudantil de 2015

Justiça Federal em Santarém negou liminar pedida pelo MPF, que agora pede ao Tribunal Regional Federal da 1a Região que assegure o pagamento
MPF recorre para que Ufopa pague o auxílio estudantil de 2015Foto: Cristiane Capuchinho/UOL

O Ministério Público Federal (MPF) enviou recurso ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) pedindo que a Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) seja obrigada a pagar o auxílio estudantil do ano letivo de 2015. Nenhum estudante recebeu o benefício a que tinha direito nesse ano, mesmo depois que a universidade recebeu a verba do Programa Nacional de Assistência Estudantil (Pnaes). A dívida da Ufopa com os alunos é de pouco mais de R$ 1 milhão. Em 2016, os pagamentos já foram regularizados.

O recurso foi enviado ao Tribunal porque a Justiça Federal em Santarém recusou o pedido do MPF, por entender que não havia perigo na demora do pagamento dos valores aos estudantes. Além do pagamento o MPF havia pedido uma revisão de todos os benefícios de auxílio estudantil concedidos pela Ufopa, porque há relatos de beneficiários que não se enquadram no perfil do programa. A Justiça também indeferiu esse pedido. 

O MPF argumenta no recurso que há perigo de dano irreparável ou de difícil reparação, porque o atraso dos pagamentos de 2015 colocou em risco a permanência de centenas de estudantes na universidade, muitos vindos das comunidades rurais da região. O auxílio estudantil é concedido a estudantes que comprovem situação de vulnerabilidade socioeconômica, de acordo com as normas do PNAE. Os valores não são altos, mas fundamentais para dezenas de estudantes prosseguirem nos estudos. 

“A plena concretização dos objetivos e ações do PNAES é medida que se impõe. A Universidade Federal do Oeste do Pará possui campi em cidades (Santarém, Alenquer, Itaituba, Juruti, Monte Alegre, Oriximiná e Óbidos) situadas em uma região do país que deveras sofre com a falta de investimentos em políticas públicas básicas e que, como consequência óbvia, apresenta um reduzido grau de Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Assim, por óbvio, é em regiões como o oeste do Pará que a implementação do Pnaes deve ser a mais ampla e irrestrita possível, e não restritiva, como pretende fazer a Ufopa”, defende o recurso, assinado pelo procurador da República Camões Boaventura. 

O recurso destaca que a Ufopa não tem sequer um Restaurante Universitário disponível para a comunidade acadêmica, compelindo os estudantes que apresentam vulnerabilidade socioeconômica a residirem, alimentarem-se, locomoverem-se, e adquirir materiais didáticos com o auxílio ou, na falta dele, por sua própria conta. 

O recurso do MPF também destaca o fato comprovado de que a Ufopa recebeu, no ano de 2015, a verba federal para pagamento dos auxílios, o que pode dar origem a investigações de improbidade administrativa contra os gestores do programa na universidade. 

Processo nº 188-97.2016.4.01.3902

Estudantes da UFPA vivenciam prática da profissão em área reflorestamento

Uma oportunidade de aprendizado e de contato prático com a profissão. Assim foi a visita dos 24 estudantes do terceiro período do curso flexibilizado de Engenharia Florestal de Tucuruí da Universidade Federal do Pará (UFPA). O grupo participou, este mês, de uma visita técnica à Fazenda de Reflorestamento Água Azul I da Palmyra Recursos Naturais, empresa do grupo Dow Corning. 

Durante a visita, os universitários conheceram as principais vertentes de atuação do engenheiro florestal, como as práticas de silvicultura e de manejo de plantações florestais, com ênfase no plantio de eucalipto. Os estudantes ficaram bastante impressionados com o tamanho da área de plantio da Palmyra, bem como tiveram uma boa impressão de uma das áreas de atuação, enquanto futuros engenheiros florestais”, revelou o professor Deivison Souza, diretor da Faculdade de Engenharia Florestal. “Foi também muito importante saber que o Grupo Dow Corning tem contribuído para o desenvolvimento sustentável da região”, afirmou.

Em Breu Branco, no sudeste do Pará, a Palmyra Recursos Naturais é considerada referencial em práticas sustentáveis. A empresa possui duas propriedades. No total, são 45 mil hectares de floresta, dos quais sete mil hectares são de reflorestamento com eucalipto. Cerca de 80% das áreas da Palmyra são de floresta nativa preservada.

A Palmyra é certificada dentro dos padrões internacionais ISO 14001, que trata do sistema de gestão ambiental na organização, e pela FSC Madeira Controlada, que garante a utilização de madeira legal em seu processo de produção.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Sead e organizadora confirmam previsão de edital

Sead e organizadora confirmam previsão de edital (Foto: Agência Pará)
O concurso da PM terá 2.194 oportunidades de ingresso (Foto: Agência Pará)











A Secretaria de Estado de Administração (Sead) confirmou nesta tarde ao DOL que o edital do concurso público da Polícia Militar do Estado deve ser publicado na primeira quinzena de março. 
Na semana passada alguns portais chegaram a dar como certa a publicação do edital da PM já nesta sexta-feira (26), o que não foi confirmado pela Sead.
Em contato com a organizadora do certame, a Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp), foi informado ao DOL que existe a possibilidade, inclusive, de o edital sair já na semana que vem.
O certame deve ter o maior número de vagas na área de segurança. O concurso da PM terá 2.194 oportunidades de ingresso, sendo que duas mil são para soldados PM (CFSD/PM); 160 para oficiais combatentes (CFO/PM) e 34 vagas para oficiais PM (CADO/PM), entre outras. Para os praças o salário inicial é de R$ 2.836,80 e para os oficiais, R$ 5.859,24. As informações são da Agência Pará.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

PROJETO “MENINO FELIZ” ENTRA NO 19º ANO DE ATIVIDADES EM PARAGOMINAS

Em agosto de 1997, quando o 19º Batalhão PM, sediado em Paragominas, no sudeste paraense, era comandado pelo tenente coronel Silvano Rodrigues, policiais militares da unidade se uniram para criar o projeto “Menino Feliz”, com a finalidade de retirar das ruas crianças e adolescentes em situação de risco ou abandono social, proporcionando a estes jovens um espaço de bem estar educacional, recreativo e social, estendendo este bem a suas famílias.  
Quase 19 anos depois, os policiais do 19º Batalhão, atualmente sob o comando do tenente coronel Denis Gonçalves, mantém o projeto, fazendo inclusão social, usando o espaço da unidade para receber os jovens da comunidade, ajudando-os a prevenir a exploração do trabalho infanto-juvenil, unindo-se à sociedade civil e construindo um futuro mais justo e melhor para os jovens.
Coordenado pelo sargento José Haroldo Souza, o projeto conta com Assistência Social e integrada equipe de trabalho, como os participantes: Brenda Hayane, Agenor Soares, Romário Santos, Domingas Eliete, Edimilson Alves, Edilson Lima, Gutemberg Sousa, Carolaine Moreno e  Inaldo da Silva, que tem como objetivo refletir junto aos jovens o valor do bom convívio educacional e familiar, unindo assim, Policia Militar e  sociedade na assistência para o respeito à dignidade as crianças e adolescentes e suas famílias.
Trezentos alunos estão matriculados em 2016, oriundos de diversos bairros do município, sendo 150 atendidos pela parte da manhã e 150 à tarde. Deste total, cuja metade é de meninos, alguns foram encaminhados pela Secretaria Municipal de Assistência Social, Juizado da Infância e Conselho Tutelar.
Recebendo instruções diárias de Ordem Unida, Higiene e Capoeira, reforço de disciplinas escolares, artes plásticas, educação religiosa e musical, além de outras atividades que incluem combate a incêndio e técnicas agrícolas e educação ambiental, os jovens são instruídos sob o lema de “Prevenir hoje para não ter de reprimir amanhã”.
O projeto ”Menino Feliz”, conta com a parceria da Prefeitura Municipal de Paragominas, por meio das Secretarias Municipais de Assistência Social e de Educação, Universidade Estadual do Pará e outros entes parceiros e colaboradores.
Para participar do projeto, o jovem deve atender os seguintes requisitos; Ser voluntário, ter idade entre 8 e 13 anos completos, ter o consentimento dos pais ou responsáveis legais, obter parecer favorável da coordenação do projeto, estar matriculado em um órgão de ensino (escola pública ou particular) e apresentar os documentos exigidos como identidade ou certidão e outros.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Paragominas aguarda novo técnico para esta quarta-feira

Por: Redação ORM News



Quarto técnico a perder o emprego em menos de um mês de disputa do campeonato paraense de 2016, Mário Henrique - conhecido como Mariozinho - não mais comanda a comissão técnica do Paragominas. A direção do clube, por sua vez, está em negociações no mercado e aguarda um novo treinador para esta quarta-feira (24).
Em entrevista ao ORM News, o diretor de futebol do PFC, Eduardo da Silva, revelou que o reforço do Jacaré para a beira do gramado está entre duas vertentes: 'Estamos buscando nomes no futebol regional e no carioca'.
Entre os nomes do cenário local, os mais cogitados são os cariocas de nascimento e enraizados no Pará, Cacaio e Samuel Cândido. O primeiro estava no Cametá e largou o clube por falta de 'sintonia' com o elenco, enquanto que o outro foi dispensado do São Raimundo. O outro que foi demitido neste ano foi Victor Hugo, no Tapajós.
'Existem outras opções, mas todas do Rio de Janeiro. O presidente Charles Guerreiro tem abertura lá e, inclusive, estava viajando com a missão de fazer sondagens e/ou negociações', contou Eduardo.
A reparesentação do elenco do Jacaré está marcada para acontecer nesta terça-feira (23), com trabalhos físicos sob a tutela do auxiliar técnico, Marinho. O time só voltará a campo às 16h do dia 13 de março, em um domingo, na reabertura do segundo turno. O adversário será o Remo e o confronto acontecerá na Arena Verde, em Paragominas.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Bombeiros divulgam lista preliminar de aprovados

Bombeiros divulgam lista preliminar de aprovados (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)











O Corpo de Bombeiros Militar do para divulgou, nesta segunda-feira (22), no Diário Oficial do Estado a lista preliminar dos candidatos aprovados na 1ª Fase - Exame de Conhecimento (prova objetiva) dos concursos de admissão aos cursos de formação de praças e oficiais. 
Os candidatos reprovados podem consultar seu desempenho por meio do endereço eletrônico da organizadora, Consulplan. 
O gabarito preliminar do concurso de formação de oficiais foi integralmente mantido.
Já para a formação de praças houve atribuição de questões a todos os csndidstos presentes à prova, bem com alteração de gabarito em face de análise de recursos contra questões e gabarito preliminares. Os novos gabaritos também foram publicados na edição do DOE de hoje.

Hospital Regional de Paragominas divulga números do atendimento em 2015

Segundo o diretor Cledes Silva, o atendimento segue a visão de humanização também proposta pelo Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano

Atendendo política de humanização do Sistema Único de Saúde (SUS), o Hospital Regional Público do Leste (HRPL), que há mais de um ano e meio presta assistência de média e alta complexidade na Região do Capim, efetivou, em 2015, 13.093 intervenções diárias pelo setor Psicossocial, no acompanhamento dos usuários hospitalizados nas enfermarias das clínicas médica e cirúrgica, Pronto Atendimento e na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto, além do acolhimento e orientação aos familiares e acompanhantes de usuários.
O resultado prático dessas atividades assegura um atendimento mais ágil aos usuários e maior esclarecimento quanto ao quadro clínico de cada paciente e de forma sistemática. O setor psicossocial identifica as demandas necessárias à melhoria constante da assistência. Segundo o diretor Cledes Silva, dessa forma, o atendimento segue a visão de humanização também proposta pelo Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH), o qual propõe humanizar a prestação de assistência à saúde, visando a restauração do bem-estar físico, psíquico e social, em benefício da comunidade.
Dos projetos desenvolvidos, o destaque é a Visita Psicossocial, feita diariamente junto aos usuários das enfermarias clínica cirúrgica e médica e pronto-atendimento para dar suporte à prestação de atendimento e acompanhamento psicossocial individualizado, via orientações ao usuário ou familiares, durante o período de hospitalização, possibilitando acesso às orientações sobre seus direitos e benefícios. Foram feitos 9.861 atendimentos em 2015.
Outro importante projeto é a Visita Multiprofissional, que visa reduzir o impacto emocional de familiares com usuários internados em estado grave, levando esclarecimentos sobre a evolução do quadro clínico que o usuário poderá apresentar, frisando o acolhimento e o suporte emocional. Para tanto, a equipe de duas assistentes sociais e uma psicóloga compõe grupo de “Visita Multiprofissional”, junto aos usuários da UTI, baseando a atividade na relação recíproca entre intervenções técnicas, que em 2015 resultou em 149 atendimentos.
Já o Acolhimento Psicossocial junto aos visitantes e familiares dos usuários da UTI fechou as atividades ano passado com 1.160 atendimentos com orientações referentes às normas e rotinas da UTI, incluindo informações sobre visitas/horários, vestimentas adequadas para acesso ao setor, além de abordagens sobre seus direitos enquanto usuários.
O projeto em Educação e Saúde, por sua vez, promove palestras diariamente aos usuários que aguardam por atendimento ambulatorial, com abordagem de assuntos diversos e de interesse coletivo. Foram 551 atendimentos em 2015. Também foram oferecidos 1.372 atendimentos na recepção do pronto-atendimento e sala do Serviço Social, com atuação sempre focada nos familiares dos usuários hospitalizados, e de forma humanizada aos que chegam ao hospital, referenciados ou não, esclarecendo sobre os serviços oferecidos e as normas vigentes.
O serviço prestado pelo hospital beneficia usuários de 22 localidades compreendidas pela Região de Saúde Metropolitana III, que é regulada pelos municípios pactuados do 3°e 5° Centros Regionais de Saúde (3° e 5° CRS) com 800 mil habitantes. O Hospital Regional do Leste oferece 70 leitos, 20 de UTI, e dispõe ainda de clínicas médica e cirúrgica, nas especialidades de neurologia/ neurocirurgia, traumatologia/ ortopedia, cirurgia geral e suporte de anestesia, além de consultas ambulatoriais em cardiologia, clínica cirúrgica, clínica médica, neurologia/ neurocirurgia, urologia, ginecologia, endocrinologia, mastologia, traumatologia/ ortopedia.
Serviço: O Hospital Regional do Leste fica na Rua Adelaide Bernardes, s/n, no bairro Nova Conquista, em Paragominas. Informações pelos telefones (91) 3739-1046/ 3739-1253/ 3739-1102.
Vera Rojas
Hospital Regional do Leste (Paragominas)

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Horário de verão: economia prevista é de 7 bilhões

Horário de verão: economia prevista é de 7 bilhões (Foto: Arquivo/Agência Brasil)
Nos últimos 10 anos, a medida possibilitou uma redução média de 4,5% na demanda por energia durante o horário de pico (Foto: Arquivo/Agência Brasil)















Neste domingo (21), o horário de verão chega ao fim. O Distrito Federal e os 10 Estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste devem atrasar os relógios  em uma hora. 

Segundo o Ministério de Minas e Energia, um balanço da economia de energia elétrica durante o horário de verão – que começou no dia 18 de outubro – deve ser divulgado pela ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) na próxima quinta-feira (25).  As informações são do portal da Band. 

A estimativa é a de que os ganhos superem o patamar de R$ 7 bilhões, valor que representa o custo evitado em investimentos no sistema elétrico para atender a uma demanda adicional de 2.610 MW. 

Nos últimos dez anos, a medida possibilitou uma redução média de 4,5% na demanda por energia durante o horário de pico (18h às 21h), segundo o ministério. Já a economia absoluta foi em média 0,5%, equivalente, em todo o horário de verão, ao consumo mensal de energia de Brasília, com 2,8 milhões de habitantes. 

Esta é a 40ª edição do horário de verão que, com algumas interrupções, ocorre desde 1931, como forma de reduzir a demanda de energia elétrica. 

A nova edição do horário tem início no dia 16 de outubro e termina no dia 21 de fevereiro de 2017.

(DOL)

Polícias Civil e Militar prendem 14 pessoas em São Miguel do Guamá



As Polícias Civil e Militar prenderam, nos últimos dias, durante uma operação integrada, 14 pessoas pelos crimes de homicídio, roubo, furto, receptação, porte ilegal de arma de fogo e violência doméstica, em São Miguel do Guamá, nordeste paraense. As informações foram divulgadas nesta quarta-feira, 17. Os primeiros presos, Elton da Silveira Silva, de 23 anos; e Leonardo de Oliveira Nunes, de 20 anos, são acusados de tentativa de homicídio. Com eles também foi encontrado um revólver calibre 32. 
A prisão foi realizada logo após Leonardo ter efetuado vários disparos contra Gustavo Barbosa Gomes, de 21 anos. No momento do crime, foi atingido também Rubenildo Ribeiro Jaques. Já Francisco Pimentel Silva, de 30 anos; Jonhnney Eduardo do Nascimento, de 28 anos; e José Everaldo Ribeiro Nunes, de 25 anos, foram presos após furtarem objetos em uma residência. A sexta pessoa presa foi Roberto Carlos de Sousa por ter subtraído um aparelho celular de uma vítima mediante violência.
A dupla Tiago da Silva Santos, de 22 anos; e Rosângela Maria do Nascimento Silva, de 38 anos, irão responder pelo crime de receptação. Com eles foram encontradas motocicletas de origem ilícita. Os presos Sérgio Livramento do Espírito Santo, de 26 anos; Francisco Fernando da Silva Nascimento, de 24 anos; Daniel Leite de Oliveira, de 26 anos; Raimundo Borges dos Santos, de 27 anos; e Hélio Matos de Sousa, de 26 anos, irão responder pela prática de ameaça e lesão corporal no âmbito familiar.
A última pessoa presa é Raimundo Sandro Ribeiro Pereira, de 28 anos, acusado de porte ilegal de arma de fogo. A operação foi comandada pelo delegado Ronaldo Lopes e pelo capitão Francisco Galhardo, da Polícia Militar. O delegado informou que as operações policiais estão sendo intensificadas para coibir a prática de crimes e diminuir a violência no município. Os acusados foram encaminhados para a Delegacia e estão recolhidos à disposição da justiça.

Paragominas recebe a visita do Cardeal Dom Cláudio Hummes

Neste sábado (20/02/2016) estará em Paragominas o Cardial Emérito Dom Claudio Hummes, atual presidente da Comissão Episcopal da CNBB para Amazônia. O Cardeal vem para conhecer a realidade e os desafios das Paróquias da Amazônia e Paragominas que pertencem a Diocese de Bragança foi uma das cidades escolhidas para esta visita.
Mas quem é o Cardeal Emérito Dom Claúdio Hummes?
É um frade franciscano, sacerdote católico brasileiro. Foi o décimo oitavo bispo de São Paulo, sendo seu sexto arcebispo e quarto cardeal. Na Cúria Romana foi prefeito da Congregação para o Clero.
Atualmente, o cardeal preside a Comissão Episcopal para a Amazônia, criada em abril de 2003, como "expressão do compromisso dos bispos do Brasil, selado no pacto de apoio solidário e fraterno à Igreja na Região". A Comissão cria e coordena projetos de solidariedade e programas afins, por meio da participação corresponsável e fraterna de todas as dioceses no Brasil.

Segue a programação da visita:

20/02: SÁBADO
11:00 Oração do Ângelus na Paroquia São José (bairro Nagibão);
12:00 Almoço - no sitio Rainha da Paz;
15:00 Chá com os padres - no local de Hospedagem
16:00 Reunião com as lideranças religiosas e políticas - Igreja de Emaus (bairro Laércio Cabeline);
18:00 Liturgia da Palavra - na Paroquia de N. Sra de Nazaré (bairro Promissão III);

OBS: No percurso fazer parada de dez minutos nas comunidades: Nossa Senhora da Conceição (bairro Jardim Bela Vista) e São Miguel (bairro Morada do Sol);

19:30 Missa na Paroquia do Sagrado Coração (Igreja Matriz).

Projeto leva importantes informações aos usuários que aguardam por atendimento



Ao aguardar por atendimento ambulatorial no Hospital Regional Público do Leste (HRPL), em Paragominas, nordeste paraense, o usuário passa o tempo assimilando importantes informações sobre saúde, prevenção e bem estar. A ação faz parte de projeto “Educação e Saúde”, iniciado em 2015 e que deu  tão certo que foi estendido para este ano.

Nesta quinta-feira, a responsável técnica pelo Serviço de Nutrição e Dietética (SND), a nutricionista Sueanne Pacheco, proferiu mini palestra sobre alimentos saudáveis e hábitos alimentares que interferem no bem estar, para cerca de 60 usuários  que aguardavam atendimento na recepção e nos ambulatórios.

O projeto tem o objetivo de aproveitar o momento de espera dos usuários para orientações diversas e de interesse coletivo, que são repassadas por especialistas do hospital, três vezes por semana no período da manhã.

Paragominas realiza mutirão para combater o Aedes aegypti

Apesar de não ter registrado nenhum caso de dengue este ano, Paragominas quer erradicar o transmissor causador da doença

A Prefeitura de Paragominas, em parceria com voluntários, realiza o primeiro mutirão de combate ao Aedes aegypti nesta sexta-feira (19), a partir das 8h, no bairro Jardim Bela Vista. Embora o município ainda não tenha registrado nenhum caso de dengue, zika vírus e febre Chicungunya este ano, a Prefeitura vai realizar um grande mutirão de limpeza, com o objetivo de prevenir as doenças transmitidas pelo mosquito, além de conscientizar a população da importância de manter a limpeza dos ambientes domésticos, eliminando possíveis nascedouros do Aedes.
Durante a ação serão recolhidos objetos e recipientes que acumulam água e que contribuem para a proliferação do mosquito. Agentes de endemias e equipes de voluntários também participarão do mutirão para reforçar as orientações e cuidados necessários para prevenir casos da doença. Outros dois mutirões ainda serão realizados em Paragominas, nos dias 26 de fevereiro e 4 de março, e irão contemplar os moradores dos bairros Laércio Cabeline e Jardim Atlântico, respectivamente.
Segundo o diretor de Endemias da Secretaria Municipal de Saúde (SEMS), Raimundo Martins, apenas três casos de dengue foram registrados ano passado em Paragominas. Este ano, não há registros da doença no município, nem da febre chikungunya e zika vírus. 'Apesar de não haver índices alarmantes, buscamos mobilizar a população a fim de erradicar por completo os casos de dengue em Paragominas. O mutirão, portanto, tem o objetivo de incentivar ainda mais a participação dos moradores e reforçar as orientações e cuidados a serem tomados', explica.
Para o Prefeito Paulo Tocantins, que encabeça as ações de combate ao mosquito, as ações de prevenção precisam ser reforçadas agora, pois já começam a cair as primeiras chuvas do inverno amazônico, o que acaba colaborando para a proliferação do Aedes. 'Durante todo o ano, os agentes percorrem os domicílios cadastrados e realizam o trabalho de prevenção. Por isso, os casos de dengue do município são considerados baixos. Mesmo assim, visto a situação do Estado e do país, pedi empenho de todas as minhas secretarias para combatermos o mosquito transmissor, por meio desta campanha, pois assim, manteremos Paragominas longe dessas doenças', finaliza Tocantins.
Prevenção – Além da coleta de lixo e orientação aos moradores, a ação também acontecerá nas escolas municipais de Paragominas, com atividades pedagógicas sobre o assunto. A ideia é promover o diálogo entre os alunos e conhecedores do tema, a fim de orientar e falar sobre a contribuição da sociedade para esta causa.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Barcarena realiza ciranda dos baús de letras

Viajar no imaginário e usar a criatividade para dar vida a leões, águias, gatos, formigas e para uma floresta inteira. Foi nesse universo em que os 1300 alunos das comunidades ribeirinhas de Barcarena mergulharam ao encerrar o ano letivo de 2015, com a tradicional Ciranda dos Baús de Letras do Catavento, projeto social realizado pela Alubar, fabricante de vergalhões de liga e cabos elétricos de alumínio e cobre, com o apoio da Secretaria Municipal de Educação e Desenvolvimento Social (Semed).

A ciranda permitiu a interação entre as escolas e deu a oportunidade para que os alunos apresentassem suas produções em cima do tema trabalhado, ao longo do ano, em sala de aula. O tema de 2015 foi a Dramaturgia, voltada especificamente para o gênero das fábulas. Um estilo rico que fez com que os estudantes usassem a imaginação para apresentar peças teatrais e poemas de autores como Esopo, conhecido como o Pai das Fábulas, e Monteiro Lobato, um dos escritores brasileiros mais importantes desse estilo literário.  

A estudante do quinto ano da Escola Municipal Furo Conceição, Lorena Barata, 11 anos, afirmou que depois do projeto sua vida mudou. “Eu acho ótimo o Catavento porque me ajudou a gostar mais de ler e a descobrir também o talento para apresentar. Já fui até convidada para participar das peças na escola. Gosto tanto de ler, que meu sonho é ser escritora”, revelou.

A professora de Lorena, Rosângela Araújo disse que assim como ela, todos os alunos são um orgulho para a escola graças ao Catavento. “O projeto foi uma luz no fim do túnel. Eu tinha 12 alunos do quinto ano que vieram de outra escola e não sabiam ler, então o Catavento veio incentivar o prazer pela leitura, além de trazer capacitação para os professores. É um projeto que conseguiu fazer com que todos da comunidade interagissem uns com os outros. Prova disso, é que professores, alunos e pais se mobilizaram para fazer as roupas e o cenário para as apresentações na Ciranda”, comemorou.

Márcia Campos, coordenadora de Projetos Sociais da Alubar, ressaltou que a Ciranda dos Baús de Letras traz ganhos em termos culturais e amplia o conhecimento sobre o estilo literário trabalhado ao longo nas escolas. “A Ciranda também é um momento muito importante de socialização entre as escolas, já que elas ficam em comunidades distantes. Na realidade, o evento é uma grande festa de reconhecimento ao esforço, empenho e talento dos alunos e professores”, avaliou.

Benefícios - O projeto Catavento é realizado há seis anos em Barcarena, beneficiando 27 escolas municipais ribeirinhas do município, 1.386 alunos e 68 professores. A ação incentiva nos alunos a descoberta e o hábito da leitura, as escolas recebem um baú com livros e jogos educativos. O projeto também promove oficinas de formação para os professores, que aprendem com um arte-educador a como contar histórias, utilizando técnicas teatrais, como montagem de cenário e confecção de máscara. Além disso, são orientados sobre os cuidados com os livros fornecidos pelo projeto.

Paragominas vence e sonha com vaga na semifinal

O Paragominas conquistou a sua primeira vitória no Campeonato Paraense. O Jacaré do Norte derrotou o Tapajós pelo placar de 2 a 1, nesta quarta-feira (17), na Arena Verde.
Aos 44 minutos do primeiro tempo, o atacante Aleilson abriu o placar para o time da casa em cobrança de pênalti.
No segundo tempo, o Tapajós chegou ao empate com Ralf, aos 26 minutos, porém a alegria do Boto durou nove minutos, pois Fabinho marcou o gol da vitória do Paragominas.
Com três pontos ganhos, o Jacaré do Norte ainda tem chances de classificação e no domingo (21) enfrenta o Independente, em Tucuruí. No mesmo dia, o Boto vai encarar o Paysandu no estádio da Curuzu.
(DOL)

Ministério Público pede suspensão do licenciamento de portos em Itaituba (PA)

Ação conjunta do Ministério Público Federal (MPF) e do Ministério Público do Estado (MP/PA) aponta que licenças são competência do Ibama, e não da Semas, e devem considerar sobreposição de impactos das diversas obras previstas para o sudoeste paraense
Ministério Público pede suspensão do licenciamento de portos em Itaituba (PA)
Estação de Transbordo em Miritituba (PA)/ Foto Heryka Cilaberry em Wikimedia Commons
O Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público do Estado do Pará (MP/PA) pediram à Justiça a suspensão urgente do licenciamento ambiental de três portos no distrito de Miritituba, em Itaituba, no sudoeste paraense. O Ministério Público defende que o licenciamento seja federal, e não estadual, e apresente avaliações ambientais que levem em conta todos os megaempreendimentos previstos para a região.

A ação foi encaminhada para a Justiça Federal em Itaituba nesta segunda-feira, 15 de fevereiro. O Ministério Público pede a suspensão do licenciamento das Estações de Transbordo de Cargas (ETCs, espécie de portos simplificados) Miritituba, de interesse da empresa Rio Turia Serviços Logísticos Ltda, HBSA Tapajós, da Hidrovias do Brasil – Miritituba S.A., e Itaituba, de interesse da empresa Cianport – Cia de Navegação Ltda.

Além das empresas responsáveis pelos projetos dos portos, a ação foi ajuizada contra o Estado do Pará, a União, a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Caso a Justiça acate o pedido do Ministério Público e a decisão seja descumprida, a ação pede a aplicação de multa diária de R$ 100 mil.

Impactos desconsiderados – A região sudoeste do Pará é considerada por empresas públicas e privadas da área de infraestrutura uma importante rota de exportação de produtos minerais e agrícolas, especialmente a soja cultivada no Centro-Oeste do país. Por isso, para a região estão previstas uma série de ECTs, uma hidrovia, uma ferrovia e um complexo hidrelétrico (estudos indicam que há mais de 40 barragens previstas para a bacia do Tapajós). No entanto, cada projeto está sendo licenciado isoladamente, por diferentes órgãos ambientais, sem considerar a soma e interação dos impactos desse conjunto de megaobras.

“A análise fragmentada ou parcial destes aspectos que constituem o bem ambiental desvirtua a natureza do instrumento, viciando o processo de licenciamento e tolhendo a sociedade do direito/dever de proteção do meio ambiente ecologicamente equilibrado”, critica a ação, assinada pelos promotores de Justiça Daliana Monique Souza Viana, Ione Missae da Silva Nakamura, Lílian Regina Furtado Braga e Rafael Trevisan Dal Bem e pela procuradora da República Janaina Andrade de Sousa.

O Ministério Público destaca que somente com avaliações ambientais integradas e estratégicas é possível a sociedade ter respostas a perguntas como: qual a relação custo/beneficio socioambiental do desenvolvimento portuário, ferroviário, hidroviário e hidrelétrico da região? Qual será o resultado desse desenvolvimento em longo prazo? E, principalmente: o que pode ser feito para que o resultado desse desenvolvimento seja melhor, em termos socioambientais?

Interesse da União – No caso das ECTs de Miritituba, os licenciamentos ainda apresentam outra irregularidade: estão sendo realizados pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), apesar de a natureza jurídica dos entes envolvidos na concessão das autorizações de atividades, os valores empregados no financiamento, a dominialidade da área do complexo de portos e a extensão do dano socioambiental vincularem a obrigação do licenciamento ao Ibama.

“É assente [sólido] na doutrina especializada que o princípio norteador para definir-se a competência para o licenciamento ambiental é o da predominância do interesse, sendo que as obras que causarem significativos impactos ambientais de interesse da União e em seus bens, devem, necessariamente, ser licenciados pleo Ibama”, enfatiza o MP.

Além de não ser o órgão competente para a emissão das licenças, a Semas estava permitindo uma série de violações legais nos processos de licenciamento, denunciaram os membros do MP/PA e MPF. Indígenas e outras comunidades tradicionais direta e indiretamente impactadas não foram consultadas, uma pesquisa de campo com pescadores resumiu-se a entrevistas com dois deles, uma empresa foi autorizada a deixar de estudar impactos em uma comunidade indígena simplesmente porque essa mesma empresa intuiu que os indígenas não seriam impactados e impactos a espécies de peixes e quelônios foram ignorados.



Processo nº: 0000312-62.2016.4.01.3908 – Justiça Federal em Itaituba


Acusado é preso pela segunda vez por desmatamento em Novo Progresso (PA)


Preso pela operação Castanheira, Luiz Lozano da Silva conseguiu habeas corpus, voltou a desmatar e agora voltou para a cadeia

A Polícia Federal (PF) prendeu nesta segunda-feira, 15 de fevereiro, o madeireiro Luiz Lozano da Silva, de Novo Progresso, no sudoeste do Pará. A prisão foi realizada de manhã, em Itaituba. A prisão preventiva havia sido decretada pela Justiça Federal no último dia 5 a pedido do Ministério Público Federal (MPF). O madeireiro, que já havia sido preso preventivamente como forma de a Justiça evitar a prática de mais crimes, conseguiu liberdade e voltou a desmatar área na mesma região onde já havia atuado ilegalmente.

O acusado está no presídio de Itaituba. Luiz Lozano, conhecido como Luizinho, é réu em dois processos criminais ajuizados pelo MPF. Um dos processos é decorrente da operação Castanheira, que entre o final de 2014 e início de 2015 prendeu grupo acusado de provocar grande parte do desmatamento na Amazônia. Lozano foi solto por meio de habeas corpus concedido pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região.

A outra ação penal em que Lozano figura como acusado é pelo desmatamento de área embargada (com uso proibido) no entorno da Floresta Nacional do Jamanxim, em Novo Progresso. O desmatamento ilegal foi descoberto em setembro do ano passado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Depois da fiscalização, Lozano disse ao Ibama que propriedade é de outra pessoa, mas o MPF denunciou à Justiça que essa informação é falsa. A nova prisão é decorrente dessa ação.

“De fato, mais do que proteger o processo penal em curso ou futuro, a prisão fundada na garantia da ordem pública visa proteger a própria comunidade, já que a preservação da liberdade do denunciado atingirá duramente a sociedade e o principal bem jurídico atingido pelas condutas delitivas, qual seja, o meio ambiente, patrimônio de inestimável valor cujo dano revela consequências que ultrapassam as fronteiras do território nacional”, registrou o juiz federal Paulo César Moy Anaisse no decreto de prisão.

“Também aparenta o requerido acreditar na impunidade de suas condutas, o que o estimula a continuar com a prática delitiva, mesmo estando sujeito a medidas constritivas diferentes da prisão”, observou o juiz.

MPF questiona International Finance Corporation sobre participação nos portos de Miritituba

Documento pergunta se o IFC está subordinando o aporte de recursos à implementação das condicionantes sociais exigidas pelas regras do Banco Mundial.
O Ministério Público Federal (MPF) enviou documento ao International Finance Corporation (IFC) questionando as condições do aporte de recursos feito pela instituição na Hidrovias do Brasil Miritituba S.A, responsável pelo corredor hidroviário norte, um projeto que inclui um terminal de transbordo no rio Tapajós, em Itaituba, sudoeste do Pará e um terminal portuário em Vila do Conde, em Belém.
O IFC é um braço do Banco Mundial e o MPF quer saber se o financiamento concedido à Hidrovias do Brasil “está subordinado à implementação de condicionantes estabelecidas por esta Organização Internacional”. No documento enviado esta semana a Jim Yong Kim, presidente do IFC, o MPF pede ainda que sejam discriminadas todas as condicionantes exigidas e informações detalhadas sobre o cumprimento de cada uma delas.
No ofício o MPF menciona a magnitude dos potenciais impactos negativos do empreendimento em Miritituba para o equilíbrio do meio ambiente e às comunidades locais. Já foi proposta uma ação na Justiça Federal de Itaituba questionando o fato do licenciamento ser feito em nível estadual, quando deveria ser responsabilidade do Ibama, pela gravidade dos impactos, que afetam interesses federais.
O investimento total na infraestrutura foi anunciado como de R$ 1,4 bilhão. Com o aporte de capital anunciado em janeiro passado, o IFC passa a deter 3,4% da sociedade, formada pela P2, com 54,7% de participação, Blackstone com 11,3%, BNDESPar, com 4,5%, Temasek, com 16,7% e Aimco, com 9,32%.
A região sudoeste do Pará é considerada por empresas públicas e privadas da área de infraestrutura uma importante rota de exportação de produtos minerais e agrícolas, especialmente a soja cultivada no Centro-Oeste do país. Por isso, para a região estão previstas uma série de Estações de Transbordo de Carga (ETC), uma hidrovia, uma ferrovia e um complexo hidrelétrico (estudos indicam que há mais de 40 barragens previstas para a bacia do Tapajós). No entanto, cada projeto está sendo licenciado isoladamente, por diferentes órgãos ambientais, sem considerar a soma e interação dos impactos desse conjunto de megaobras, o que impede a dimensão real do dano e medidas para evitá-lo.

MPF quer comitê de combate ao aedes aegypti em Altamira, oeste do Pará

Município tem o terceiro maior número de casos no estado. Foram 256 confirmados em 2015.
O Ministério Público Federal (MPF) enviou recomendação à prefeitura de Altamira, no oeste do Pará, para que adote medidas preventivas e repressivas para combater a proliferação do aedes aegypti, mosquito transmissor dos vírus da dengue, zika e chikungunya. O município é o terceiro em números de casos de dengue, com 256 confirmados em 2015. A principal medida recomendada é a criação do comitê de combate ao mosquito, para atuar em locais estratégicos e bairros onde a incidência das doenças é mais alta.

A procuradora da República Cynthia Ribeiro Pessôa também quer o aumento das visitas domiciliares de agentes de endemias, a formação de equipe multidisciplinar para atendimento dos casos identificados, campanhas educativas à população e rigor na inserção de informações do município no sistema do Ministério da Saúde que acompanha casos de microcefalia, já que a patologia agora tem registro compulsório.

A prefeitura tem prazo de 15 dias úteis para responder à recomendação, a contar do recebimento do documento. Se acatar os pedidos do MPF, terá mais 180 dias para implementar todas as medidas. Em 2015, em todo o estado do Pará, houve aumento de 51,60% no número de casos de dengue.

Mobilização nacional - A Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC) está coordenando uma mobilização nacional para atuação dos procuradores dos Direitos do Cidadão no enfrentamento da epidemia dos vírus transmitidos pelo mosquito Aedes. A rede é composta por procuradores regionais dos Direitos do Cidadão das 27 unidades da Federação e por outros membros do MPF.

Além de facilitar a articulação interna, mediante o intercâmbio de experiências, boas práticas e informações, a rede busca apoiar o trabalho dos membros com atuação natural na matéria, potencializando os canais externos de articulação e garantindo o fluxo de informações relevantes para fins epidemiológicos – inclusive com o acesso aos sistemas informatizados de monitoramento de epidemia e respectivos boletins epidemiológicos.

Entre as ações iniciais da rede está a articulação com o Ministério da Saúde e com a Sala Nacional de Coordenação e Controle (SNCC), responsável pelo Sistema Nacional de Salas de Coordenação e Controle do Plano de Enfrentamento à Microcefalia, instaladas nas três esferas federativas, com o objetivo de gerenciar e monitorar as ações de combate ao mosquito e estabelecer a estratégia de acompanhamento e suporte às gestantes, crianças e puérperas afetadas. No plano interno, a rede realizará mapeamento das iniciativas em curso e das boas práticas já adotadas pelos procuradores da República com atuação nessa temática.

Saiba mais – Dados divulgados no último boletim epidemiológico do Ministério da Saúde apontam que, em 2015, foram registrados 1.649.008 casos prováveis de dengue no País. O órgão também aponta o crescente número de casos de microcefalia relacionados a infecção pelo vírus Zika, principalmente na região Nordeste.

Em novembro de 2015, o Ministério da Saúde declarou Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (Espin) por alteração do padrão de ocorrência de microcefalias no Brasil. Nesta semana, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou que o avanço da microcefalia ligada ao zika vírus nas Américas constitui uma Emergência de Saúde Pública de Interesse Internacional (PHEIC, na sigla em inglês).


Siga o ParagoNews

Minha lista de blogs